*Para ler ouvindo Sobre o frio – Supercordas

Wonka? Legalzão. Lugar colorido com pessoas diferentes. Todas iguais, mas diferentes.
Um bar onde se ouve Stereo Total entre outras coisas legais merece total consideração.
Talvez pudesse ser um pouco mais ventilado. Talvez o lugar para o show pudesse ser um pouco maior, aliás, quase não vimos o show. Pessoas espremidas no porão. O que deu pra ver, divertiu. Supercordas é bem bom, surpreendeu.
Só fomos embora pra comer no Babilônia porque as porções eram todas de fritura e ninguém queria mais frituras. ‘O Rui não queria fritura?’ – Queria, mas não agüentava.
Saí de casa morrendo de preguiça, como sempre. Mas estava muito bom. Bom mesmo. Teria ficado mais. Renata+Guile+Ana sabem divertir.

Já na cama, dormindo, eis que 7:34 da manhã de domingo, vi mas não tive forças para atender uma ligação da Lu. 7:34 da manhã de domingo é um horário que não deveria existir, ou pelo menos, um horário em que eu não gostaria de existir. Tentei retornar 1 hora mais tarde e aí foi a vez dela não me atender.

Carol deixou a Bia aqui e e eu fui buscar Sofia na casa da tia Vanessa. Almoçamos nós 3 + Renata e Guile. Muita comida. Lasanha e costela assada. Depois das Xiboquinhas de ontem, o fígado agradece almoço tão light assim.
Levei as meninas embora mais cedo do que planejava porque a Bia tinha um trabalho da escola pra fazer. Mas o tempo que passaram aqui foi todo ele muito bom.

w1.jpg
w2.jpg
w3.jpg

No Wonka as paredes vigiam as pessoas que vão e vêm.
Flowers. Emilie Simon.
Forget the flowers
because the flowers
never last forever
.

Domingo. Noite. Sem sono.

Anúncios

~ por Rui Bittencourt em março 26, 2007.

Uma resposta to “”

  1. “Tenho que escolher o que detesto_ ou o sonho, que a minha inteligência odeia, ou a ação, que a minha sensibilidade repugna; ou a ação, para que não nasci, ou o sonho, para que ninguém nasceu. Resulta que, como detesto ambos, não escolho nenhum; mas, como hei de em certa ocasião, ou sonhar ou agir, misturo uma coisa com outra.”

    Caríssimo, adorei a trilha! Se a existência fosse outra, eu escreveria, eu fotografaria, eu dançaria tango com meu velho, eu faria documentários sobre os “eleitos na trilha das formigas” e chamaria você para montar a trilha. Óbvio que isso renderia muitos expressos e discussão, Alien e Maria nem sempre concordam. Seria divertido, em troca “batizaria” todas suas obras para elas irem para o céu, heresia não dar títulos. Chega, Morfeu me chama para cama. Inté.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: